domingo, 31 de maio de 2020  |   11:01
Instituto da Mão/Microcirurgia - Prof. Abel Nascimento
A Equipa
Abel Fernando Queiroz e Nascimento

A Equipa Cirúrgica do ICR é constituída por quatro cirurgiões especialistas e dois anestesistas.

O Director do ICR é o Prof. Doutor Abel Nascimento, chefe de serviço de Ortopedia e Traumatologia, Professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) e Professor Catedrático Convidado da Universidade de Aveiro (UA).

Residência de Cirurgia da Mão / Microcirurgia / Investigação em Anatomia Cirúrgica e Cirurgia Experimental na Universidade René Descartes, Paris (França) durante cerca de três anos.

Residência de Cirurgia da Mão / Microcirurgia em Londres (Reino Unido), Lausanne (Suiça) e Louisville (Estados Unidos da América).

Bolseiro do Governo Francês, da Junta Nacional de Investigação Científica, Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Luso Americana para efectuar a investigação científica em Portugal, França e Estados Unidos da América.

Tem efectuado investigação, ao longo da carreira, em vários domínios (plástico, ortopédico, vascular e nervoso, linfático, imunológico): experimental animal, anatómica em cadáveres frescos e clínica.

Criou a Unidade de Cirurgia da Mão / Microcirurgia dos HUC final dos anos oitenta.

Doutorado pela Universidade René Descartes, Paris (França) e Doutoramento Europeu em Ortopedia e Cirurgia Plástica Reconstrutiva em 1994.

Criou a Unidade de Tetraplégicos dos HUC em 1997.

ex-Director do Serviço de Ortopedia e Traumatologia dos CHUC.

ex-Regente da cadeira de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.

Orientador, membro de Júri e Arguente de várias dissertações de Mestrado e teses de Doutoramento.

Efectuou mais de vinte mil cirurgias nas diversas áreas da sua actividade cirúrgica.

Cooperação cirúrgica com Espanha, Brasil e vários países de expressão portuguesa.

ex-Consultor do Centro de Medicina Física e Reabilitação da Tocha e Centro de Medicina Física e Reabilitação do Alcoitão.

Membro de vinte e uma sociedades científicas, nacionais e internacionais.

Presidente da Sociedade Portuguesa de Cirurgia da Mão (1991-92), tendo sido anteriormente Secretário e Vice-Presidente.

Membro Fundador da Sociedade Europeia de Cirurgia da Mão.

Delegado à Federação Europeia de Sociedades de Cirurgia da Mão (FESSH).

Delegado à Federação Internacional das Sociedades de Cirurgia da Mão (IFSSH).

Membro Fundador do Clube Narakas (Plexo Braquial). Nomeado Presidente do Clube Narakas em 2009, tendo realizado o congresso mundial em 2011 em Lisboa.

Membro Fundador do Clube Tubiana (Cirurgia da Mão), tendo organizado reuniões em Portugal.

Membro de Júris de graduação hospitalar de Ortopedia em Portugal.

Membro do Júri Europeu para obtenção do European Hand Surgery Diploma nos anos 90.

Membro do Comité Científico da revista francesa "La Main".

Recebeu vários prémios científicos nacionais e internacionais no âmbito da Cirurgia da Mão e Microcirurgia.

Durante as cerca de três décadas de actividade tem sido convidado para proferir inúmeras conferências e palestras em congressos e reuniões científicas, em Portugal e no estrangeiro, bem como moderar mesas redondas.

Apresentou mais de quatrocentos trabalhos científicos em Portugal e no estrangeiro.

Efectuou algumas dezenas de publicações em revistas científicas e livros, a nível nacional e internacional.

Organizou congressos nacionais e internacionais nas áreas da Cirurgia da Mão, Ortopedia e Plexo Braquial/Nervos Periféricos.

Pertence a 32 Sociedades Científicas, sendo Membro fundador da Sociedade Portuguesa de Cirurgia da Mão, tendo exercido os cargos de Secretário, Vice-Presidente e Presidente; Membro fundador da Federation of European Societies for Surgery of the Hand (FESSH) e Delegado Português desde 1989 a 1996; Delegado Português para a International Federation of European Societies for Surgery of the Hand F (IFSSH) de 1993 a 1996; Membro fundador do Clube Internacional de Cirurgia da Mão (Club Tubiana) em 1989; Membro fundador da Sociedade de Ortopedistas de Língua Portuguesa em 2009; Membro fundador do Clube mundial Narakas e Presidente Organizador (eleito no congresso do Luxemburgo em 2009) do congresso mundial do Clube Narakas, em Lisboa (Maio de 2011). 

Pertence à Equipa de implantação do FreeHand System, sistema electrónico para recuperação do membro superior dos tetraplégicos. 

Foi pioneiro da sua aplicação na Europa, tendo efectuado a primeira aplicação do sistema em Portugal em 1997.

Integra igualmente a Equipa europeia de investigação da recuperação da marcha através de sistema electrónico dos paraplégicos (SUAW 2), tendo participado na primeira cirurgia de implantação de eléctrodos em ensaio clínico na Alemanha.

Integra o projecto europeu Leonardo da Vinci - formação para o conhecimento do sistema linfático e tratamento das suas patologias.

Pertence ao grupo internacional de transplantes de múltiplos tecidos (hand transplantation).

No domínio da Cirurgia Cardiotorácica, introduziu em Portugal em 2017 a técnica mini-invasiva para a deformidade de pectus escavatum, Pectus-Up (Ventura Medical Technologies). Foi convidado para dar formação nesse domínio em Portugal.

O Instituto de Cirurgia Reconstrutiva tem recebido de uma forma descontinuada alguns visitantes e estagiários estrangeiros, estando certificados para integrar a rede de Residência Europeia de Cirurgia da Mão/Microcirurgia desde 2005.

Apoia vários países dos PALOPs para formação e tratamento cirúrgico de doentes, entre os quais: Guiné-Bissau, Cabo Verde, Moçambique e Angola.

Tem cooperação, tanto científica como cirúrgica, com hospitais nacionais (Hospital Pediátrico de Coimbra, Centro Hospitalar de Coimbra, Hospital de Sta Maria de Lisboa, Hospital de Sant’Ana, Hospital do Funchal, Hospitais de Vila Real, Hospital de Aveiro, Hospital de Leiria) e estrangeiros (Hospitais da Galiza - Espanha, nomeadamente Povisa de Vigo e Clínica Dominguez de Pontevedra; Hospital Brigham & Women em Boston, Hospital de Louisville, Hospital de Cleveland – E.U.A.; Hospital da Guiné-Bissau; Hospital de Cabo Verde; Hospital SOS Mão, Recife, e Hospital Materno –Infantil de Pernambuco, Brasil).

Missões Humanitárias

No âmbito das suas ligações internacionais tem cooperado em missões humanitárias em África (PALOP’s) e no Brasil. Nestes últimos anos tem participado, de forma regular e em conjunto com mais dois cirurgiões internacionais – França e EUA -, em cirurgias de plexo braquial obstétrico (microcirurgia nervosa e cirurgia paliativa) e malformações congénitas, organizadas pelo SOS Criança, Recife.