Início Instituição Equipa Consultas Localização Minha Cirurgia Reuniões Científicas Media Links FAQS
 Início Media

- 2005 – 3 notícias

- 2004 – 4 notícias

- 2003 – 2 notícias

- 2002 – 1 notícias

- 2000 – 13 notícias

- 1999 – 8 notícias

- 1998 – 15 notícias

- 1997 – 15 notícias

- 1995 – 2 notícias

- 1994 – 2 notícias

- 1993 – 1 notícias

- 1992 – 13 notícias

- 1990 – 3 notícias

- 1989 – 4 notícias

- 1988 – 2 notícias

- 1987 – 1 notícias

- 1986 – 2 notícias

Jornal DIÁRIO de COIMBRA, 16 Maio 1995
Veio para Coimbra o primeiro doutoramento europeu. Um júri de nove reputados especialistas mundiais atribuiu ao cirurgião ortopedista de Coimbra, Prof. Abel Nascimento, o grau académico de “Doutor Europeu”, nunca antes concedido pela Comunidade. Um conhecido cirurgião ortopedista de Coimbra colocou a chancela portuguesa no primeiro Doutoramento Europeu concedido pela Comunidade. Cabem as honras ao Prof. Doutor Abel nascimento, ao Serviço de Ortopedia dos HUC (de que é Director o Prof. Doutor Norberto Canha), aos HUC, à cidade e naturalmente ao país. O referido cirurgião viu a sua tese de doutoramento grangear admiração e respeito de nove reputados especialistas internacionais (Prof. Doutor Jacques Hureau, Prof. Doutor Jacques Baudet, Prof. Doutor Giorgio Brunelli, Prof. Doutor George Lejeune, Prof Doutor Michel Merle, Prof. Doutora Geneviève Hidden, Prof. Doutor Raoul Tubiana), “dada a profundidade e o carácter inédito do trabalho de investigação efectuado e o valor do Curriculum Vitae do candidato”.

Jornal DIÁRIO REGIONAL – Aveiro e Viseu, 20 Maio 1995
Primeiro Doutor europeu é natural de Aveiro. O cirurgião Abel Nascimento, natural de Aveiro, colocou a chancela portuguesa no primeiro Doutoramento Europeu concedido pela Comunidade. (…) Abel Nascimento prestou provas e doutoramento na Universidade René Descartes, Paris, onde estudou. Antes, o Presidente e Director de tese, Prof. Jacques Hureau, pedira os pareceres científicos a quatro reconhecidos especialistas mundiais, “face à apresentação por parte do candidato de um trabalho original num domínio científico ainda pouco explorado e conhecido – o da regeneração linfática em reimplantações e retalhos vascularizados. Os especialistas consultados, “experts na matéria”, atribuíram à tese de doutoramento um destacado valor, realçando a profunda contribuição para o avanço científico na reconstrução plástica dos membros superiores. Do carácter exemplar do trabalho resultou a sugestão unânime de “proposta de Doutoramento Europeu”, grau nunca antes concedido. Um júri de nove elementos – oito europeus e um americano – atribuiu a classificação académica máxima, por unanimidade e aclamação: “Três Honorable avec Félicitations”.